28 de jan de 2011

23/01/2011 - Paraisópolis - 15km

Dados da corrida:
Largada: 9:30 horas 
Distância: 14.88 km
Tempo: 01:18:11 
Pace Médio: 05:15 min/km

Corrida inédita pra mim, mas que sempre pensei em fazer. O que me impedia é que nos anos anteriores sempre tinha alguma comemoração no aniversário do meu irmão (26/01) e do meu (25/01). Além disso, tinha também o preparo físico nem sempre "em dia" no inicio do ano, ainda mais para uma corrida destas, 15km em Paraisópolis, local que conheci em históricos carnavais de 2000 e 2001.

Para 2011, deu tudo certo, exceto o preparo físico que estava em débito, mas virei o ano correndo atrás.

Conversando com o xará Namiuti decidimos nos inscrever, achamos que seriam poucos da equipe 100 juízo, mas logo outros amigos foram confirmando inscrição.

A idéia era ir uma galerinha de Taubaté, saindo domingo de manhã, mas acabei indo sozinho. A viagem foi bem tranquilo e feita em 1hora e 15min. Estrada boa, exceto na região de S.Bento Sapucaí onde entramos no estado de MG e voltamos pra SP diversas vezes. A parte mineira era um "tapete," a região paulista esburacada, mas algumas placas do governo indicam melhorias em breve.

Ao chegar no local, peguei o kit, me hidratei e aguardei o inicio, que logo de cara indicava que iria atrasar, tanto pelo ritmo lento do pessoal chegando, quanto da etapa infantil. Ta aí um belo exemplo para outras corridas, muito bonita ver no rosto da criançada a ansiedade pré-prova e depois a alegria da medalha no peito e orgulho dos pais. Vide exemplo o Xara Namiuti / Janete e o Luis Carlos. Um dia o Leozinho estará nessas.

As 9:30h em ponto largamos pelas ruas típicas mineiras, tomando cuidado para nao tropeçar nos paralelepipedos. O povo saiu forte, procurei me segurar no ritmo 5km/1'. Antes do km2 alcancei o Luis Carlos, empolgado com seu tênis novo. Fomos papeando e um ditando ritmo ao outro.

Antes do km3 já havia um aclive razoável, como estava me sentindo bem, apertei e procurei subir forte e fazer algumas ultrapassagens.

Dali em diante, um trecho de estrada e depois terra batida e em alguns momentos areia fofa, segurando um pouco.

A paisagem era muito boa, bem como o silêncio. Eram poucos corredores naquele momento e procurei seguir num ritmo confortável e este ritmo estava na casa de 5:10 de média.

Depois de algumas ladeiras e pouco hidratação, só havia agua no km4 e depois no km8, a boca já tava seca no km10, quando voltamos pra estrada, numa subida "animal" lembrando do morro do aprovado de Taubaté. Fui firme no inicio, fazendo algumas ultrapassagens que nao imaginava fazer, inclusive em cima da Joziane que foi a 1a. no feminino 25-29 anos e que vinha forte e por isso mesmo, usei como coelha.

Mas arriei um pouco ao ver que depois de uma curva, havia outra subida forte. Caminhei por 300metros pra recuperar o folego que havia indo embora depois de subir 1,3k num ritmo abaixo de 6min/km.

Ao enxergar a reta, voltei a correr e nada de agua no km12, ja eram 10:40hs da manhã e o Sol castigava, sentia aquele calor vindo do asfalto. Eis que avisto o Edward no sentido oposto cheio de garrafas d'agua, foi minha alegria. Peguei uma, dei um gole grande e joguei o resto na cabeça que evaporou.

No km13 tudo quase plano, procurei forçar um pouco, até que no km14 apareceu o posto de hidratação. Peguei logo dois copos que também evaporaram.

Entramos na cidade e após uma descida leve, da-lhe outra subida daqueles, nem pensei muito e fui, passei numa faixa segurada por duas moças marcando 15km (pelo GPS 14,5km), mas ainda nao acabava ali, tinha mais 300 metros até o tapete e fim da prova oficialmente.

cheguei bem e logo cumprimentado pelo Zebra que me ofereceu agua e indicando a mesa de frutas. Detonei pelo menos uns 5 pedaços de melancia e 2 laranjas. Esperei a turma toda chegar e confraternizamos, tiramos algumas fotos e vimos as premiações. Parabens a todos, em especial ao Zebra e Natanael pelos podiuns, "cada machadada uma minhoca!".

Agora seguir os treinos pra tentar fazer bem os 21,1km da Meia Maratona de SP em fevereiro.

Album de Fotos, Clique Aqui

Vídeo da Chegada:
  ;